Ovário policístico – O que é, cuidados e principais sintomas

Ovário Policístico - Clínicas Parque das Palmeiras

Os ovários são os órgãos que tem a responsabilidade de produzir os hormônios sexuais femininos. A síndrome dos ovários policísticos é um problema muito comum que pode acontecer com mulheres de todas as faixa etárias.
O problema é caracterizado pelas alterações nos níveis de hormônios o que faz com que se formem vários cistos no ovário, o que desencadeia outros sintomas.

Como é feito o diagnóstico?
O diagnóstico deve ser feito por um ginecologista. Ele solicitará exames de ultrassom como a ultrassom transvaginal para analisar se há a presença de custos e o tamanho dos ovários, também irá solicitar exames de sangue e irá avaliar os sintomas que a paciente anda sentindo, para assim prescrever o melhor tratamento para o caso dela.

Alguns dos sintomas da síndrome dos ovários policísticos surgem devido o aumento dos níveis de hormônios, como a testosterona. E dentre esses sintomas, podemos destacar:

  • Alterações na menstruação, ou seja, menstruação irregular;
  • Ausência de menstruação;
  • Aparecimento de acne devido o aumento da produção de óleo pelas glândulas sebáceas;
  • Aparecimento de pelo no rosto e corpo;
  • Dificuldades para engravidar;
  • Queda de cabelo;
  • Desenvolvimento das mamas em atraso;
  • Em casos mais graves, obesidade e depressão.

Caso você esteja sentindo dois ou mais dos sintomas acima, não exite em procurar uma ginecologista. É importante diagnosticar problemas como esse logo no início para que o tratamento seja iniciado mais cedo.

Como é feito o tratamento?
O tratamento é feito com o principal objetivo de amenizar os sintomas. Dependendo de cada caso, a médica ginecologista poderá prescrever o uso de remédios como a pílula anticoncepcional, entre outros. Se o caso em questão tiver a dificuldade de engravidar como um dos sintomas, a ginecologista pode recomendar o uso de medicamentos como o Clomifeno, que favorecem a gravidez.
A mudança alimentar também é importante. Como a síndrome de ovários policísticos favorece o ganho de peso não intencional, é importante que a paciente tenha uma alimentação saudável e pratique atividades físicas, o tratamento também pode incluir remédios para a prevenção de diabetes ou evitar que o colesterol aumente. É essencial que a paciente controle o seu peso, já que a obesidade pode agravar os sintomas do problema, aumentando ainda mais as complicações da doença.

As recomendações principais são que você deve fazer visitas de maneira regular ao seu ginecologista e sempre fazer os exames que ele indica. É muito importante que você cuide da sua saúde, principalmente se sofre com a síndrome de ovários policísticos porque mulheres que possuem esse problema tendem a ter um risco bem maior de ter problemas cardiovasculares no período da menopausa.

Diferença entre síndrome dos ovários policísticos e cistos no ovário

Muitas pessoas podem confundir os dois problemas, por isso separamos alguns pontos para que você entenda a diferença entre os dois. Continue a leitura!

Os cistos ovarianos podem formar-se de maneira natural durante os ciclos ovulatórios, regredindo quando o mesmo ciclo chega ao final. Esses cistos podem ser descobertos por meio de exames de ultrassom de rotina.
Os cistos podem aparecer em um ou nos dois ovários, causando dor na região mais baixa do abdômen. Os cistos aparecem em número menos (um ou dois) e a dor não tem relação com a menstruação, além disso, eles não causam alterações hormonais e nem alterações na menstruação.
Já na síndrome dos ovários policísticos, há o aparecimento de vários cistos que fazem com que o ovário aumente, o que gera o risco da infertilidade, além de alterar os ciclos menstruais e hormonais.

Precisando de um ginecologista? Nas Clínicas das Palmeiras você encontra profissionais excelentes e pode se consultar com eles por valores muito acessíveis e com muita qualidade! Agende sua consulta pelo número 91 3205-0060. Teremos o prazer em atender!